terça-feira, 14 de dezembro de 2010

"Devemos nos lembrar de Jesus todos os dias, e não “somente no Natal”.

Alguns acham que Jesus foi um revolucionário político; outros um fanático religioso; outros ainda o vêem como um fazedor de milagres; ele seria feminista; igualitário, subversivo, conforme outros. A diversidade não tem fim. “Gregory Boyd”

Há, porém, um ângulo de Jesus sobre o qual todos estão de acordo; Jesus tem de ser, em primeiro lugar, um Jesus desprovido da natureza divina. Seja o que for que se diga a seu respeito, o fato é que ele era um homem como eu e você. Talvez tenha sido um homem extraordinário, talvez tenha tocado em nosso potencial interior como ninguém mais foi capaz de fazê-lo, mas ele não era sobrenatural.

Você concorda com a afirmativa acima ?


 ASSISTA  O VÍDEO   HISTÓRIA  DO  NATAL  DIGITAL



Qual a sua opinião sobre este vídeo ?

Um comentário:

  1. Ao navegar pela net encontrei o seu blog, não li muito,mas gostei do que vi e li,espero voltar mais algumas vezes,deu para ver a sua dedicação e sempre aprendemos ao ler blogs como o seu.
    Se me der a honra de visitar e ler algumas coisas no Peregrino e servo ficarei radiante, e se desejar deixe um comentário.
    Abraço fraterno.António.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir